Exposição conta “histórias, lugares e segredos”

Samuel Bruno 30/05/2019 Eventos 733

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude, em parceria com o Big Shopping, abre à visitação pública as exposições do projeto “Tudoaver” que, no mês de junho, apresenta o trabalho “Quadrilátero”, da fotógrafa Letícia Pinto, e obra “Aprendendo com Anne Frank”, trazida pelo Núcleo Anne Frank Belo Horizonte em parceria com o Instituto Plataforma Brasil.

 

O QUADRILÁTERO

Um quadrilátero é uma figura geométrica de quatro lados. No mapa de Minas Gerais, a ocorrência da terra vermelha – das cangas, do minério de ferro – é demarcada por um quadrilátero.

Letícia começou a fotografar a região do Quadrilátero Ferrífero em 2009, Capturando detalhes, ruínas e objetos que vão se tornando invisíveis no cotidiano. Neste processo resvalou em muitas coisas soterradas pela espessura do abandono. Seu trabalho é uma tentativa de resgatá-las para a visibilidade, criando um apelo visual em torno delas. Ela deseja criar janelas para que esse quadrilátero seja olhado e pensado.

Cada obra foi criada pela fusão de camadas de fotografias, em ambiente digital. Recursos de edição foram usados para modificar relações de espacialidade e para dar mais ou menos solidez às figuras, conforme a visão da artista sobre o tema. A seleção de fotografias deu-se por meio de dois critérios: formal (cores, texturas) e relacional (continuidade e semelhança, associações e contraposições).

 

APRENDENDO COM ANNE FRANK - Histórias que ensinam valores

A exposição convida o público a refletir sobre tolerância e empatia através da vida de Anne Frank, uma menina judia, nascida em 1929 na Alemanha. Sua família, com medo do avanço nazista, migrou-se para a Holanda. Em Amsterdã, onde o pai de Anne possuía uma fábrica, foi construído um anexo secreto, onde a jovem de 13 anos se escondeu, junto com sua família e mais 4 judeus por mais de dois anos, até que foram descobertos e enviados a campos de extermínio, já no fim de 1944.

Durante a reclusão no Anexo Secreto, Anne escreveu um diário, contando sobre o dia a dia do esconderijo, as notícias da guerra, seus medos, assim como seus sonhos, anseios, contos e reflexões. Seus escritos foram achados e publicados pelo seu pai, único sobrevivente do esconderijo. Atualmente, o Diário de Anne Frank é um dos livros mais lidos do mundo, traduzido para mais de 70 idiomas.

Na exposição, trazida pelo Núcleo Anne Frank Belo Horizonte, em parceria com o Instituto Plataforma Brasil, o público poderá conhecer Anne Frank, o Anexo Secreto, os outros escondidos e as pessoas que os ajudaram enquanto estavam lá.

A exposição também traz palestras e oficinas que ajudarão na compreensão do Holocausto, da cultura judaica e dos Direitos Humanos atualmente.

A mostra faz parte de uma programação itinerante que levará o legado de Anne Frank para mais de 30 espaços em Belo Horizonte e região, em sua maioria escolas públicas.

 

Serviço:

 

O QUADRILÁTERO

Exposição: 4 a 30 de junho de 2019

Mercado Central de Contagem -  Rua Humberto de Môro,391 - Inconfidentes

Visitação: de segunda a sábado, das 7h às 19h; domingos, das 7h às 13h

Contatos Telefone: (31) 98761-9974 

E-mail: p.oliveira.leticia@gmail.com

 

 

APRENDENDO COM ANNE FRANK - Histórias que ensinam valores

 

Exposição: de 5 a 28 de junho de 2019

Galeria do Centro Cultural de Contagem - Rua Dr. Cassiano, 120, Centro

Abertura: 5 de junho às 9h

Visitação: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Contatos Instituto Histórico Israelita Mineiro: (31)3226-7848

e-mail: nucleoafbh@gmail.com

Mais Acessadas